Como tirar as melhores fotografias debaixo de água

Tirar fotografias debaixo de água é todo um novo exercício de criatividade para os apaixonados pela fotografia. Se está a pensar em tirar boas fotográficas subaquáticas, veja as nossas dicas para obter os melhores resultados.

O passo zero é ter uma câmara fotográfica à prova de água. Repare que não é necessário investir numa câmara profissional ou muito cara; poderá, em vez disso, investir numa capa protetora à prova de água. Se não encontrar este artigo em lojas de fotografia, tente em lojas de material náutico ou aquático, uma vez que se trata de um produto muito específico.

Obtenha boa luz

Seja na piscina, no lago, no rio ou no mar, é importante que exista boa luminosidade. Prefira dias de sol claro e águas transparentes. Se necessário, utilize um flash especial para fotografia subaquática.

Aproveite a ausência de gravidade

A água permite que os movimentos sejam mais livres dos constrangimentos da gravidade. Aproveite esta circunstância para criar fotos com grandes efeitos acrobáticos.

Aproxime-se do objeto

Quer esteja a tirar fotos dos amigos numa festa na piscina, quer esteja a captar imagens de animais marinhos em fotografia submarina, lembre-se que a luminosidade em fotografias debaixo de água é um fator determinante. Aproxime-se o mais possível do seu objeto para obter bons resultados em termos de nitidez e definição de imagem.

Escolha as roupas cuidadosamente

A roupa perfeita para fotos normais pode não servir debaixo de água. Tenha em atenção que roupa muito larga pode dificultar os movimentos, contudo, se for muito leve, pode criar grandes efeitos visuais. As regras mandam optar por cores claras, de forma a maximizar os efeitos de luz.

Adapte-se ao ambiente

Já mostrámos que a luz, a gravidade e a dinâmica do movimento são completamente diferentes debaixo de água. O corolário de tudo isto é que a sua experiência de fotografia pode servir de pouco debaixo de água. Mergulhe com uma mente aberta e prepare-se para as surpresas. As bolhas da respiração serão um obstáculo ou um elemento de graciosidade? Onde estará a fronteira entre uma composição harmoniosa e sincronizada e um mergulho aleatório e sem ritmo?