Guia de fotografia para iniciantes

6328867229_8ab31199b7_b

A fotografia é um imenso mundo a descobrir. Não tremer a mã, utilizar o flash em ambientes de pouca luz e aumentar o zoom para se aproximar do objeto são dicas de senso comum. Contudo, logo que o fotógrafo começa a querer ir mais além, surgem as primeiras dificuldades. Veja agora algumas dicas para fotógrafos principiantes.6328867229_8ab31199b7_b

Saiba utilizar a luz

O primeiro passo é ter uma fonte de luz a favor da lente, isto é, nas suas costas ou lateralmente. Se tiver uma fonte de luz contra a lente, seja o sol ou um candeeiro, as probabilidades de obter uma fotografia de má qualidade são grandes.

A regra dos terços

Esta regra aplica à fotografia o conceito matemático de “proporção áurea”. Divida a sua fotografia mentalmente em 9 espaços, com duas linhas verticais e duas horizontais. O olhar vai fixar-se nos 4 pontos onde as linhas se cruzam, pelo que deverão ser esses pontos a servir de guia para a composição da foto.

Velocidade do obturador

Quanto mais tempo a lente estiver exposta à luz, mais clara se tornará a fotografia. Ou seja, numa foto de relação 1/15 a lente estará exposta 15 segundos, absorvendo metade da luz de uma foto de relação 1/30. Ambientes mais escuros ganham com uma relação superior.

Distinga zoom ótico e digital

O zoom óptico é o zoom criado pelo conjunto de lentes da câmara, ou seja, é um zoom “real”. Já o zoom digital é uma aproximação “virtual” realizada pela máquina fotográfica. O zoom digital será suficiente para fotografias simples de interior, mas para composições mais elaboradas ou a grande distãncia, o zoom ótico é insubstituível.

O primeiro instrumento fotográfico é o seu cérebro

O cérebro é o primeiro elemento a contribuir para a composição das suas fotografias. Se os seus olhos “viram” uma bela foto panorâmica, mas falta-lhe uma lente grande-angular ou olho de peixe, use a imaginação. Tire três fotos paralelas, depois é só combiná-las. Se não tem tripé para garantir estabilidade total, procure uma superfície sólida: uma cadeira, um muro, a soleira de uma janela.